INTRODUÇÃO
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 

AUDIO:

  1. Ouvir
  2. Ouvir
  3. Ouvir
  4. Ouvir
 

INFORMAÇÕES:

TAUATÓ-PINTADO
Accipiter poliogaster (Temminck, 1824)

Ordem: Accipitriformes
Família: Accipitridae
Nome em Inglês: Gray-bellied Hawk

Canto gravado por Germano Woehl Junior
Local: RPPN Corredeiras do Rio Itajaí - Itaiópolis – SC
Data: 09/06/2012

Foto: Germano Woehl Junior
Local: RPPN Corredeiras do rio Itajaí, em Itaiópolis – Santa Catarina
Data: 03/08/2013

Ameaças

Status nas listas vermelhas estaduais:

Santa Catarina: Criticamente em perigo de extinção
Rio Grande do Sul: Criticamente em perigo de extinção
São Paulo: Quase-ameaçada de extinção
Rio de Janeiro: Vulnerável

Características 
Mede cerca de 49 cm de comprimento. É a maior espécie do gênero Accipiter no Brasil. Os adultos apresentam os lados da cabeça e partes superiores preto-acinzentadas, garganta branca, barriga acinzentada e a cauda com três largas faixas cinzas, com a ponta branca. A plumagem juvenil imita o adulto de Spizaetus ornatus (ver fotos), possivelmente como defesa contra macacos grandes que poderiam predar o jovem no ninho, tendo em vista a imagem de forte predador que este último representa para os primatas. Indivíduos nesta plumagem juvenil já foram descritos erroneamente como espécie separada (Accipiter pectoralis).

Alimentação
Alimenta-se principalmente de aves. Caça tanto no estrato inferior quanto no superior da floresta, voando de galho em galho, com pausas para observar a presa, para então sair em perseguição. Após a captura, leva a presa em uma de suas garras deixando a outra livre para pousar e se alimentar.

Hábitos
Habita regiões extensamente florestadas, bordas de florestas de galeria ou mesmo manchas de florestas. Aparentemente é raro e pouco conhecido em toda a sua área de ocorrência, acreditando-se que possa ser uma espécie migratória.

Distribuição Geográfica
Mata Atlântica do Sul e Sudeste, Floresta Amazônia brasileira a leste dos rios Negro e Madeira e no Centro-Oeste. Encontrado também na Venezuela, Guiana, Equador, Peru, Bolívia, Argentina e Paraguai.


Agradecemos ao fotógrafo Rudimar Cipriani pela identificação da espécie.
 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • instituto_hsbc
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate