VER GALERIA DE FOTOS

 
 

INFORMAÇÕES:

COBRA-CORAL
Micrurus corallinus


Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Ophidia
Superfamília: Xenophidia
Família: Elapidae

Nome em inglês: Painted Coral Snake

Foto: Germano Woehl Junior
Local: RPPN Santuário Rã-bugio - Guaramirim, Santa Catarina
Coordenadas geográficas:
S 26º 26' 17.51'' ; W 48º 57' 33.04''


Características 
Mede entre 50 cm a 1 metro de comprimento, dentição proteróglifa, dentes injetores anteriores com sulco. É muito venenosa, porém ela não pica (não dá bote), só morde e como sua boca é pequena (não tem grande abertura) e os dentes injetores de veneno são pequenos e curvados para trás, próprios para segurar as presas, geralmente outras espécies de cobras. Além disso, os dentes situam-se na parte da frente (anterior) da boca impossibilitando a cobra de injetar esse veneno nas partes grossas (na perna, por exemplo). Por isso, embora a cobra-coral tenha um veneno muito potente, acidentes são raros. Os acidentes só ocorrem se alguém tentar capturá-la (ela tem medo das pessoas) ou  for pisoteada, mas sua cor muito vistosa a faz ser facilmente notada. 

Ecologia
Hábito diurno e noturno, terrestre e subterrâneo, ativa sob o solo e folhiço. Alimenta-se de cobra-cega, lagarto-quebra-quebra, minhocão etc. É ovípara, coloca de 4 a 10 ovos. É bastante tímida, foge rapidamente ao encontro das pessoas. 

Distribuição Geográfica
A cobra-coral Micrurus corallinus é uma serpente da Mata Atlântica. Sua ocorrência estende-se pelos estados da Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Ocorre também em na Argentina (provincia de Missiones) e Paraguai nos ecossistemas de Mata Atlântica de interior.

Video: Germano Woehl Jr.
Local: Filmado na RPPN SANTUÁRIO RÃ-BUGIO - Guaramirim, SC
Data: 24/08/2008

 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • instituto_hsbc
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate