INTRODUÇÃO BIBLIOGRAFIA AGRADECIMENTOS
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 
 

INFORMAÇÕES:

TAMANDUÁ-MIRIM
Tamandua tetradactyla (Linnaeus, 1758)

Tamanduá-mirim encontrado morto às margens da estrada Linha Cerqueira, no entorno da RPPN das Araucárias, em Itaiópolis - Santa Catarina

Classe: Mammalia
Infraclasse: Placentalia
Superordem: Xenarthra
Ordem: Pilosa
Família: Myrmecophagidae

Nome em ingles: Southern Tamandua, Northern Tamandua, Collared Anteater, Tamandua, Lesser Anteater


Foto: Germano Woehl Junior
Local: Entorno da RPPN das Araucárias Gigantes - Itaiópolis - Santa Catarina
Data: 14/01/2014


Ameaças
A perda e fragmentação do hábitat devido aos desmatamentos e a caça são a principal ameaça sofrida por esse animal. Por ser um animal lento, é facilmente atropelado ao atravessar as estradas que cortam fragmentos de florestas. Na BR-280, em Guaramirim, SC, num trecho de 1,5 km, próximo à ponte sobre o rio Piraí, somente num período de 3 meses em 2002 foram encontrados 15 tamanduás-mirins atropelados. Ali é uma área com floresta de restinga de interior, ecossistema quase extinto no País. O tamanduá-mirim já desapareceu em várias regiões. 

Descrição
Mede de 93 cm a 1,5 m de comprimento com a cauda. Pesa de 3 a 8,4 kg. Também chamado de tamanduá-de-colete devido sua coloração básica ser amarelo-esbranquiçada, com pêlos pretos formando um desenho semelhante a um colete. O corpo é coberto por pêlos espessos, cheios de cerdas e duros.
O focinho é longo e os olhos muito pequenos, não enxergando bem. As unhas dos dedos anteriores são grandes e grossas. Quando anda, utiliza os lados e nós dos dedos, evitando, assim, o desgaste das unhas que são usadas para auxiliar na obtenção do alimento. Não possui dentes. Engole o alimento inteiro, que é triturado no estômago, o qual possui uma parte da musculatura parecida com a moela das aves.

Alimentação
Os tamanduás são os mamíferos mais especializados do mundo no que se refere à alimentação, isto é, são especializados em comer formigas e cupins. Mas eles comem também outros tipos de insetos como abelhas e suas larvas.
São ótimos controladores naturais da população de cupins e formigas-carregadeiras que, quando em excesso, podem ocasionar sérios danos às plantações e pastagens. 

Reprodução
Após um período de gestação de 5 meses, nasce 1 filhote que fica agarrado às suas costas por um longo período. Acompanha a mãe até a próxima gestação. 

Observações
Tem maior atividade crepuscular (isto é, ao escurecer). Sobe em árvores, usando a cauda como auxílio, onde pode se alimentar dos cupinzeiros arbóreos. É animal solitário. Quando não está em atividade, permanece em buracos de árvores e tocas de outros animais.

É dócil e de movimentos muito lentos. Ao estar excitado exala um cheiro horrível. Sua presença também pode ser revelada pelo forte odor da urina e fezes. 

A espécie é sensível. O olfato é muito bom e o orienta para descobrir o esconderijo dos insetos. Para capturar os mesmos usa uma língua comprida cheia de saliva que cola nas formigas ou cupins e, então, é só puxá-los para a boca. Vive aproximadamente nove anos.

 

 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • instituto_hsbc
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate