INTRODUÇÃO
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 

AUDIO:

  1. Ouvir
  2. Ouvir
  3. Ouvir
  4. Ouvir
 

INFORMAÇÕES:

PICA-PAU-DE-BANDA-BRANCA
Dryocopus lineatus, Linnaeus, 1766

Família: Picidae
Nome em Inglês: Lineated Woodpecker


Foto: Germano Woehl Junior
Local: entorno da RPPN Corredeiras do rio Itajaí, Itaiópolis (SC)
Data: 28/05/2010


Características
Mede cerca de 33 cm de comprimento, com topete e estria malar vermelhos, asas, peito superior e lados da cabeça pretos, faixa branca que se estende do bico às laterais do peito, garganta manchada, mácula escapular branca e barriga branca barrada de preto.
O macho apresenta a região anterior da cabeça e uma faixa próxima ao bico de cor vermelha; a fêmea possui a região anterior da cabeça preta e não tem a faixa vermelha. Na subespécie Dryocopus lineatus erythrops pode faltar a mancha branca escapular.


Alimentação
Alimentam-se de insetos, larvas, sementes e frutos. Sua alimentação é principalmente a base de insetos, especialmente brocas da madeira. Para encontrar a galeria vai dando batidas curtas na madeira até delimitar o final do túnel escavado pela larva. Nesse ponto, começa a dar fortes pancadas inclinadas, retirando lascas grandes da madeira até chegar ao canal. Retira a larva usando a longa língua, pegajosa e com cerdas na ponta, parecendo uma flecha. Procura formigas ( Azteca sp. ), seus ovos e pupas, perfurando galhos de embaúba ( Cecropia sp. ). Gosta também de frutas, como o abacate.

Reprodução
Vive em pares ou em grupos familiares, com o macho e a fêmea tamborilando em seqüência longa e baixa. Na época de reprodução, ele escava um buraco em uma árvore da borda da mata ciliar, voltando para a abertura. Desta maneira, pode entrar e sair sem ser atrapalhado por galhos. As fêmeas desta espécie de pica-pau põem em média de 2 a 3 ovos, e o macho participa dos cuidados com a prole.

Hábitos
Habita o interior e as bordas de florestas altas, capoeiras, cerrados, campos e plantações com árvores esparsas. Vive solitário ou aos pares, arrancando a casca e “martelando” troncos e galhos maiores em busca de insetos, tanto em árvores vivas como mortas. Dormem sempre em ocos, onde também se abrigam da chuva pesada; alguns elaboram cavidades que servem para dormir. Recolhem-se cedo para dormir.

Distribuição Geográfica
Presente em todo o Brasil e também do México à Bolívia, Paraguai e Argentina.

Ssp. lineatus: Costa Rica à Colômbia e Trinidad, Venezuela, Guianas, Brasil, Peru e Paraguai.
Ssp. erythrops: Paraguai, Argentina e Brasil ( Espírito Santo e São Paulo ao Rio Grande do Sul ).
Ssp. fuscipennis: Equador e Peru.
Ssp. scapularis: México.
Ssp. similis: México até Costa Rica.
 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • brazil_foundation
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate