INTRODUÇÃO
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 
 

INFORMAÇÕES:

SABIÁ-POCA
Turdus amaurochalinus (Cabanis, 1850)

Família: Turdidae
Nome em Inglês: Creamy-bellied Thrush

Foto: Germano Woehl Junior
Local: Bairro Lucena, Itaiópolis (SC)
Data: 03/06/2010


Características
Para identificá-lo, a característica mácula escura, parecendo ser negra em alguns exemplares, entre o olho e o bico (esta característica é bem evidente na primeira foto da galeria). Além disso, a cabeça é mais achatada, parecendo que o bico está no mesmo plano da testa. O papo branco e os riscos variam conforme o indivíduo. Algumas aves parecem ter uma gola branca separando os riscos do peito. Logo que saem dos ninhos, os juvenis apresentam o peito e barriga todo pontilhado de bolas marrom-oliváceas, bem como as costas e asas pontilhadas de marrom claro. As penas das asas mantém essas características por mais tempo, provavelmente até o segundo ano de vida. Apresenta tamanho médio em torno de 21cm, olhos grandes com uma marca escura no loro, região que fica entre o bico e o olho dando a ele um ar de bravo, bico amarelado, longo, forte e pouco curvo, pernas cor de avelã.

Alimentação
Alimentam-se de invertebrados e pequenos frutos, principalmente no solo. Como outros sabiás, gostam de ciscar com o bico as folhas secas e escavar o chão. A cada movimento com o bico para a lateral, dão um salto para trás e ficam procurando presas, imóveis por alguns segundos. Se nada aparece, saltam para a frente, ciscam e retornam à posição original. Quando os frutos das figueiras estão caindo no chão, concentram-se sob a árvore e fartam-se.


Reprodução
Em agosto inicia-se a reprodução. Nessa época, aparecem as aves com o bico amarelo vivo, uma característica ligada à reprodução. Aves juvenis ou adultos fora do período reprodutivo têm o bico escuro ou com diferentes proporções de amarelo. Nidifica em arbustos isolados. O ninho apresenta formato de tijela, é feito com raízes e fibras com acabamento de barro nas paredes laterais dando solidez, dentro há um acolchoado de raízes finas e macias sem o barro. Coloca 3 a 4 ovos, bojudos e com a ponta alongada, azul-esverdeado com manchas e pintas ferrugíneas. O casal fica junto no período de incubação.

Hábitos
Pousado ou no chão, possuem o característico hábito de balançar a cauda rapidamente na vertical. O piado de contato é traduzido por póca, nome tupim para barulho. Além desse chamado, um característico miado baixo.

Distribuição Geográfica
Há ocorrência dessa espécie em quase todos os estados do Brasil e na Argentina. Seu período migratório vai dos meses de maio a agosto. 


 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • instituto_hsbc
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate