CARACTERÍSTICAS DOS ANFÍBIOS PERERECAS RÃS SAPOS
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 

AUDIO:

  1. Ouvir
 

INFORMAÇÕES:

SAPO-DE-FLORESTA
Rhinella ornata

Classe: Amphibia
Subclasse: Lissamphibia
Ordem: Anura
Subordem: Neobatrachia
Superfamília: Hyloidea (=Bufonoidea)
Família: Bufonidae

Foto: Germano Woehl Junior
Local: Serra do Mar - Corupá, Santa Catarina
Data: 18/01/2001


TAMANHO:
 83 mm (fêmea)

OCORRÊNCIA: Serra do mar e litoral da região sul e sudeste 

ESTRATÉGIA DE REPRODUÇÃO: Desova em lagoas temporárias e permanentes. Os ovos ficam protegidos num cordão de gel com alguns metros de comprimento que é enrolado na vegetação aquática.

Repare também a diferença da desova do sapo comum (Rhinella icterica) onde os ovos estão em fileira dupla, enquanto na desova deste os ovos estão em fileira única. 

Ao contrário do sapo-comum, esta espécie de sapo não é muito comum em áreas urbanas, ele costuma viver no meio da floresta sobre as folhas caídas em decomposição. Sua coloração confunde-se com este ambiente. É possível encontrá-los próximos de residências rurais ou postes com lâmpadas quanto há áreas com floresta nas imediações. Nestes casos eles adquirem o hábito de capturarem insetos atraídos pela luz, como faz o sapo-comum (Rhinella icterica).

Ele é bem mais arisco do que o sapo-comum. Na época de procriação, agosto e setembro, eles se dirigem para as lagoas e neste período tornam-se presas fáceis para seus predadores naturais, sobretudo para os morcegos. Os desmatamentos são responsáveis pelo declínio de sua população.

VÍDEOS: 

 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • instituto_hsbc
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate