CARACTERÍSTICAS DOS ANFÍBIOS PERERECAS RÃS SAPOS
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 

AUDIO:

  1. Ouvir
  2. Ouvir
 

INFORMAÇÕES:

SAPO-MARTELO
Hypsiboas faber

Classe: Amphibia
Ordem: Anura
Subordem: Neobatrachia
Família: Hylidae

Foto: Germano Woehl Jr.
Local: RPPN Santuário Rã-bugio - Guaramirim, Santa Catarina


Tamanho:
75 mm (macho); (as fêmeas podem passar de 10,5 cm). 

Estratégia de reprodução
 
O macho escava, às margens de uma lagoa, uma bacia ou gamela no barro, com cerca de 30 cm de diâmetro, especialmente para a fêmea depositar seus ovos, em torno de 3000, que ficam grudados numa película de gel sobre a superfície da água (veja foto).

Os ovos são brancos na parte inferior, que fica submersa, e pretos na parte superior, que fica exposta ao sol, para que o embrião fique protegido dos raios solares. Esta película de gel que mantém os ovos na superfície da água não pode ser rompida, senão os ovos afundam e não vingam porque ficam sem o oxigênio do ar. Por isso, ninguém deve mexer nesses ninhos. É interessante esta estratégia de isolar a poça do restante de uma lagoa, é uma boa garantia de segurança para os girinos nela retidos.

Durante certo período, os girinos desenvolvem-se dentro dessa poça até que uma inundação os liberem para a lagoa principal. Os girinos do sapo-martelo têm uma adaptação especial para sobreviverem com nível bastante baixo de oxigênio na água, situação que normalmente ocorre na água retida nessas pequenas poças; se a poça secar, os girinos resistem por mais de 24 horas. O tempo total de desenvolvimento dos girinos é cerca de um ano.

A chuva antes da eclosão provoca ruptura da película e os ovos afundam. Mesmo neste caso os girinos nascem.

Distribuição geográfica
Ocorre em todo o Brasil, até em áreas degradadas. 

Vídeos
Sapo-martelo coaxando


Predação de Girinos


Adulto encontrado dormingo durante o dia

 
fepema weg frbl johnsonejohnson bvs&a governo_sc avina brazil_foundation celesc prefeitura_jaragua cmdca Doacao Donate